Conheça a origem do véu da noiva

Conheça a origem do véu da noiva

Você já se perguntou de onde e como surgiu a tradição da noiva usar o véu no casamento?
Um casamento é cheio de tradições que nem sempre as pessoas tem conhecimento de suas origens.
O uso do véu na cultura oriental, era associado a Deusa Ishtar, cuja mitologia está relacionada à origem da Dança dos Sete Véus. Ela teria sido a primeira mulher a usar o véu, que fazia uma ligação a fertilidade e sedução, logo veio a ser um costume usado por mulheres dos povos da Babilônia e Mesopotâmia, chegando depois aos gregos.
Na Grécia antiga, as noivas costumavam usar o véu no dia do casamento para se proteger da inveja das moças solteiras e se resguardar do olhar de admiradores. Anos depois, este costume foi incorporado pelas noivas romanas que usavam um véu longo, cobrindo o corpo todo, em tons de amarelo ou vermelho. Ele era chamado de flammeum e serviria para proteger a mulher de maus espíritos.
Em geral, o uso do véu está ligado a costumes religiosos. Na igreja católica o uso do véu era comum antes da década de 1960, segundo a bíblia, o véu significa a honra e a dignidade das mulheres. No judaísmo há o costume do noivo colocar o véu sobre o rosto da noiva, e ele ou o rabino, dar-lhe uma bênção.
Alguns acreditam que quando o noivo coloca o véu sobre sua noiva, ele faz uma promessa implícita de protegê-la. E que, ao cobrir seu rosto, o noivo reconhece que ele se casou com a noiva por sua beleza interior.
Hoje em dia as tradições em casamentos mudaram e o véu nem sempre é obrigatório, sendo escolhido pelas noivas pela tradição e beleza que compõe o penteado e vestido.
No Comments

Post A Comment